Su-a-li-ga-ção-é-mui-to-im-por-tan-te-pa-ra-nós

Pensando no dia a dia do brasileiro, no corre corre, na pauleira que é nosso dia...
Aí lembrei que precisei ligar no banco pra agendar o rotativo do marvado (porque o seu eu não sei, mas o meu cartão é malvado, cruel comigo).
Digitei o número do cartão, a senha, as letras e o código de segurança. Eis que uma máquina me deu boas vindas! "Boa noite e obrigado" e me transferiu pro serumanociborgui também, me dar "boa noite e obrigado".
 - Boa noite, eu gostaria de agendar o rotativo do cartão, por favor!
 - A senhora poderia está com os documentos em mãos ou sabe de cor?
Eu e minha boa vontade/educação: - Claro! Pode perguntar.
 - Qual seu nome completo?
(Oi? Mas vamos, afinal a bichinha trabalha seis horas fazendo isso porque precisa fazer!) Fulana
 - Qual sua data de nascimento?
E lá vou eu com dia, mês e ano.
 - Qual sua idade?

Aaaaah gente!!! Eu sei que a gente já leu a respeito em inúúúmeros blogs, mas pelamor da minha rotina! Não dá, né?!
Os caras me enchem de coisas pra decorar, pra guardar, pra pagar e querem brincar de polícia e ladrão!!!
Porque é assim que eu me sinto quando perguntam meu nome, minha data de nascimento e idade em seguida. Uma bandida sendo pega em flagrante.
É pra minha segurança? Tá, até sei que é, mas pô! Melhora aí na qualidade do interrogatório, faz um esquema melhorzinho, porque eu quase me embanano quando perguntam a idade!
Tô deprimida, cheia de dívida, o cartão de crédito fininho cortando meu pescoço, triste porque o Eike Batista ainda não me adotou e vem um serumanociborgui querer me confundir. E confundiu!
Quase me bloquiaram por isso!
E vai reclamar!
Inventaram o botão "mute", mas mesmo assim minha orelha esquenta. Sei que aqueles fidumaégua metem o pau na gente. Eu sei. Já trabalhei como atendente em mil novecentos e deixa pra lá...
Mas não tem nada nãããão. Um dia do atendente outro do cliente!
O que isso quer dizer? Que hoje ele me caçoa, mas amanhã, alguém fará isso por mim!

E não termina por aí, não! 
Fui sacar! E lá vou eu com tudo de novo, senha, letra, código. Só faltou um tique/senha. Sei lá uma piscadela e um bocejo, talvez!
Enfim, esqueci as letras e com quase 15 funcionários atrás do vidro, voltei pra casa sem dinheiro. Pelo simples fato de estar há 10 minutos antes do início do expediente.

Quer saber, acho que vou trabalhar com excelência no atendimento. Aaaah tá! Isso foi um curso que fiz quando era funcionária desse banco... Então, precisamos rever nossos conceitos a respeito de atendimento ao cliente, hein gentefiana?!

Desculpa gente, mas tá puxado. Atendimento hoje em dia só propaganda de tv.
Precisava falar isso, porque aprendi que atendimento é a alma do negócio! E não tenho um exemplo bom disso pra dar procêis!

E agora chega, porque eu preciso fazer um "atendimento" ali, e esse sim, é muito importante pra mim!

Um beijo e até.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Odeio os scripts decorados de telemarketing. É impossível manter um diálogo.

    beijooo

    ResponderExcluir
  2. Vc já experimentou fazer uma pergunta no meio da fala decorada??? Eles se perdem e têm que começar tudo de novo. rsrsrs

    Ri muito do seu post e entendi sua revolta. Vc está certa, mas seu jeito de contar foi muito divertido!!

    Abs

    Márcia
    www.loucapramudar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. A-DO-REI rsrsrs. Ri sozinha lendo seu post. O pior é que é triste né?! Tratam a gente como se fossemos idiotas. Bjo e um fim de semana encantador.

    ResponderExcluir
  4. Eu ja trabalhei com atendimento, em excelência de atendimento etc, e quando estava do outro lado fazia de tudo para tratar bem o cliente, mas hj, vejo que as empresas querem atender o maior numero de pessoas e desumanizaram os atendimentos,além de informais demais,são péssimos pelo portugues empregado e pelo script ridiculo.

    Bjão

    ResponderExcluir
  5. Esses SACs de atendimento são UÓ mesmo! Parece que a maioria é composta de ostras doidas! hahahaha
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Não tem nada pior que falar com máquinas e logo após com humano-máquinas.
    Esses dias além de perguntarem minha idade(que já achei o fim), me perguntaram a data de nascimento de minha mãe. Po, minha mãe morreu faz 31anos, na hora me fugiu e eu mais que depressa disse 11)/05, e a moça, não, não é essa não.
    E eu, a ta, capaz que não vo sabe o nascimento da minha mãe.
    E depois me lembrei, é to errada mesmo, esse é o dia do falecimento.
    Também vão pergunta idiotice assim lá naquele lugar né.
    Fiquei muito braba.
    Beijos amoreco.

    ResponderExcluir

FAZ DE CONTA que esse post é vital pra você e repasse para seus amigos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo Web Analytics
Casa de Faz de Conta © Copyright 2013. Desenvolvido por Elaine Gaspareto