A PET Que a Sua Família Merece


Fui visitar minha mãe, neste ultimo fim de semana e saí de lá (pra variar) com 2 garrafas PET e um líquido branco,  um kilo de café e 1 litro de óleo.
Vou explicar. Meus pais são da geração remarcação diária de preços por conta da alta inflação. Então, qualquer promoção, desconto, liquidação, meu pai estoca comida em casa. Mesmo que sejam 12 litros de óleo!!! Hahahaha
Isso explica o óleo e café. Ganhei pelo excesso de compras deles. Só agradeço e adoooro!
 
Agora as garrafas PET...
Gente que maravilha! Eram mais de 2 litros de sabão de côco líquido que minha mãe faz.
E óh! Não é qualquer sabãozinho de soda cáustica, não! É sabão de côco.  Neutro.
Dá pra usar em tudo, pra lavar louça, roupas e fazer limpeza!
 
O branco fica bem branco! E como eu não sou da turma do tanque... Veio em boa hora!
 Mas eu fiquei encucada. Como minha mãe chegou naquela textura?
 
Vou mostrar.
 
 
Parece uma gosminha. Baba de quiabo talvez.
Enfim. Liguei pra Dona Diva e pedi a receita.
Anota, gente!
Além de bem facinho é baratérrimo:
 
2 litros de água
2 garrafas VAZIAS de refrigerante
(e pasmem) MEIA pedra de sabão de côco.
Eu disse MEIA, metade, 1/2.
 
Daí é só colocar no fogo pra derreter. Ela dá uma picada pra acelerar o processo.
E então é só monitorar no fogo. Quanto mais tempo, mais gosmento e menos líquido ele fica.
Lembrando que quando esfria ele dá uma leve endurecida.
 
Eu tenho lavado minhas roupas com esse sabão. Olha... Tô amando, viu?!
E só tô usando aquele do branco que minha família merece vez ou outra, pra ajudar a desencardir alguns trapinhos daqui.
 
Bom, dica dada.
Quem fizer, conta pra gente!
 
Um beijo e até.


Dá o Arroz, Louro!

Sexta feira e o que a gente mais deseja é que o final de semana seja com menos trabalho possível, certo?
 
Daí que eu aprendi a fazer parte do meu trabalho da maneira mais facinho que existe.
Arroz de micro-ondas (não sei se escreve assim, mas o corretor, já é um rapagote e faz tudo sozinho, por mim) com segredinho ninja.
 
Gente!
Muito babinha e o melhor, ele fica gostoso e soltinho!
 
 
Ingredientes:
 
Cebola
Azeite ou óleo
2 xícaras de arroz
4 xícaras de água
1 folhinha de louro
Sal à gosto
 
Vocês já viram que o segredo é o louro, né?!
 
Coloca tudo numa marinex, micro-ondas por 25 minutos e voilá!
 
Daí, é só tirar a folhinha do louro, já que ela só tá ali pra perfumar o arroz. E faz isso delicadamente, porque se você não contar, ninguém vai saber. Mas com certeza sentirão algo diferente/especial/gostoso.
 
 
Genz!!
Não se esqueçam que cada micro tem sua personalidade. Então faltando uns 5 minutinhos, abra, dê uma olhada, de repente precisa de um pouquinho de água... Aqui em casa, essa medida 2x2 não rola, então coloco meia xícara a mais no começo e só abro quando acaba mesmo.
É questão de tentar a primeira vez.
 
Um beijo e até!

Quando o Relógio Bate Azuma

Eu ainda acho que é muito mais fácil ter 2 filhos do que apenas 1.
Sei lá, a pressão fica grande, tudo é novidade, sempre será a primeira vez em tudo.
Com 2, você só sofre no primeiro. Depois acaba relaxando no segundo e a vida flui mais leve.
Com 3... Bem com 3... Eu vou deixar que vocês me digam o que acham, depois eu conto o que eu sinto!
 
E ter 3 em idades tão diferentes, então?! Geeeenz!!! Geeeenz!
Um me pergunta o que é masturbação, enquanto eu ensino o do meio a fazer letra cursiva e peço um minutinho pro terceiro até eu trocar a fralda de cocô.
Geeeenz! Sejam mães no plural! É mais fácil, sim. Mas sejam mães em pequenos espaço de tempo. 1 ano, 2 no máximo é o suficiente.
As coisas ficam um pouco pesadas, mas passam logo.
Eu tô na fase elástico: quando estico pra próxima fase, voooolto tudo de novo.
 
E pra tentar organizar essa zorra toda:
 

 
À mão, com letra cursiva pra treinar a iniciação dele na escrita/leitura.
 
 
Usei um quadro de imãs, aqueles de recados, colorido, sabem?
Encapei com papel pardo, que era o que eu tinha aqui, de rolo. Sem segredo, igual encapa presente.
Fiz a pista com lápis e passei a limpo com canetinha.
 
Agora olhem o que eu fiz com o carrinho!!!!
 
 
Tinha escolhido outro carrinho, mas peguei esse menor pra caber na pista.
Usei os imãs velhos que eu guardei quando tirei da geladeira (não uso mais, muita coisa pra limpar, mas deixei uns da Madeira que ganhei de um amigo).
 
 
Olhem o quadro em detalhe!
Conforme ele vai cumprindo as obrigações o carrinho anda e se completar tudo chegará no destino.
 
Não incluí PP e o André neste quadro, porque as atividades são diferentes.
Bem aquilo que eu palestrei no começo do post.
 
E vocês? Fazem quadros de tarefas pros filhos?
Sentiram resultado depois disso?
Contem, meu povo! Contem!!!
 
Vou analisar por uma semana e ver o efeito que dá.
Eu aviso vocês dos resultados!
 
Um beijo e até.
 
 
*não precisam se preocupar. Neste caso o erro foi proposital: "Azuma", "à uma".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Voltar ao topo Web Analytics
Casa de Faz de Conta © Copyright 2013. Desenvolvido por Elaine Gaspareto